• Lucienne Melo

5 Ideias Práticas para Melhorar sua Vida Financeira em 2022


Mais um ano está chegando ao fim e junto com a espera de outro, novinho em folha, chegam também muitos sentimentos. Fazemos um balanço das coisas que conquistamos, das que ficaram pendentes, mas principalmente das que queremos que sejam diferentes daqui para frente.


Depois de entrar em forma, evoluir financeiramente deve ser a promessa mais feita por nós. Queremos investir melhor, guardar mais dinheiro, realizar mais projetos e sonhos. Se deixarmos simplesmente esses desejos no mundo das ideias, acabamos por seguir o fluxo de uma rotina intensa e quando vemos, mais um ano se passou e nada mudou. Eu sei que a vida é corrida e por isso separei algumas dicas simples que você pode incorporar no seu dia a dia. Vamos focar em ações que gerem mais resultados e sensação de bem-estar e controle.


1) Mude seu padrão de consumo.

Quantas vezes deixamos de avaliar com atenção nossos gastos e acabamos por comprar coisas sem sentido e que não nos trazem benefício algum. Uma dica para evitar que isso aconteça é criar listas de desejos e necessidades. Elas podem ser usadas para tudo, desde as compras no supermercado, utensílios domésticos, roupas, até serviços como a manutenção do carro. Observe sua casa e sua rotina de uma forma geral e defina o grau de prioridade de todos os itens das listas, isso te ajudará a programar quando essas compras e serviços devem acontecer, de acordo com seu orçamento.


Faça uma visita aos armários, guarda-roupas, itens e móveis da casa. Aproveite para colocar em prática o ditado: “ano novo, vida nova”. Aproveite esse espírito de renovação para se desfazer do que não faz mais sentido (atenção ao descarte, tudo que estiver em bom estado, opte por doar).


Ter uma vida mais leve, simples e focada no que realmente é importante para você, vai te deixar mais feliz.


2) Menos metas, porém concluídas.

Escolha poucos projetos para realizar no próximo ano. Não adianta fazer uma lista enorme de desejos e não conseguir cumprir nenhum. Quando direcionamos energia para realizar um ou dois projetos, as chances de obter sucesso são maiores. Isso porque quando focamos em uma quantidade menor de coisas, temos a sensação de que será mais fácil realizá-las, evitando frustrações. Se desejar comprar um carro, viajar, comprar uma casa, entrar em forma e começar um novo curso, sugiro que escolha no máximo três deles.


Priorize a realização dos seus projetos, mas faça isso definindo o grau de prioridade. Muitos desistem ou se frustram, porque tornam suas metas cansativas demais para administrar no dia a dia. Torne o processo mais fácil de ser realizado, tenho certeza que quando a conquista vier, irá te motivar para as outras. Não desista e seja paciente. Um passo de cada vez.


3) Faça do seu jeito, mas faça.

Encontre uma maneira de controlar seus gastos. Não precisa ser em uma planilha, cheia de abas e fórmulas, se você não gostar desse tipo de ferramenta. O importante é você se encontrar nessa organização. Sabe o que não dá certo de jeito nenhum? Você não fazer a menor ideia do que está acontecendo. Se você prefere caderno, use um caderno. Se preferir aplicativo, baixe um.


Um ótimo aliado, quando usado corretamente, é o cartão de crédito. O detalhamento da fatura nos ajuda a identificar onde gastamos, quanto e quando. Caso essa última opção te agrade, defina uma meta de fatura mensal, baseada nos seus ganhos mensais. Se achar melhor, pode criar duas grandes classes: Gastos Fixos e Gastos Variáveis. Pode pagar no débito as contas que acontecem todo o mês com mesmo valor, ou bem próximo (gastos fixos) e deixar o cartão para os gastos variáveis, como supermercado, farmácia, lazer e compras, por exemplo. Assim você terá um termômetro para medir quando deve reduzir os gastos para não ultrapassar sua meta. Lembrando que a meta não é o limite do seu cartão, ela deve ser baseada no que você realmente pode pagar. Fique atento!


4) Seus sonhos em primeiro lugar.

Antes gastar com qualquer coisa, pague-se primeiro. O comportamento comum é focar primeiro no consumo: “Se sobrar algo, eu guardo”. E sabemos que isso quase nunca dá certo, ou gastamos tudo e não investimos nada, ou guardamos menos do que deveríamos. Se precisa guardar R$ 1.000,00/mês para uma viagem que gostaria de fazer, imagine que esse valor é uma divida com você. Então, logo que o dinheiro cair na conta, você deve separar e investir para viajar. Pessoas que realizam seus sonhos, os priorizam.


5) Conhecimento nunca é demais.

Tente buscar mais informações sobre finanças, investimentos e economia. Se não gosta de ler sobre isso, ouça podcasts, veja vídeos, traga o assunto para a roda de amigos.


Quanto mais entender sobre esses assuntos, mais interessantes eles se tornarão para você. Compreender melhor esses temas vai te trazer mais sabedoria nas escolhas diárias, desde o consumo aos investimentos e formação de patrimônio. Mesmo que você tenha alguém que te ajude com as finanças, se informar pode proporcionar maior compreensão e criticidade em relação às ofertas e orientações passadas por esse profissional.


Que você possa colocar em prática essas dicas e que tenha um 2022 próspero e cheio de realizações.


Feliz Ano Novo!



Por Lucienne Melo | Graduada em Administração pela Universidade Federal do Espírito Santo e em Comércio Exterior pela Universidade Paulista. Atuou na área de planejamento estratégico da Petrobras, responsável pelo controle orçamentário no desenvolvimento de projetos na área de comunicação. Apaixonada por finanças e comportamento humano, hoje atua como Planejadora Financeira Pessoal.

0 comentário